sábado, 16 de abril de 2011

Conferência na Alemanhã no inicio do século XX

Durante uma conferência com vários universitários, um professor da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta:
“Deus criou tudo o que existe?"

Um aluno respondeu com grande certeza:
-Sim, Ele criou!

-Deus criou tudo?
Perguntou novamente o professor.

-Sim senhor, respondeu o jovem.

O professor indagou:
-Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal? Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau?

O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijava de ter provado mais uma vez que a fé era uma perda de tempo.

Outro estudante levantou a mão e disse:
-Posso fazer uma pergunta, professor?
-Lógico, foi a resposta do professor.

O jovem ficou de pé e perguntou:
-Professor, o frio existe?
-Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?
Com uma certa imponência rapaz respondeu:
-De fato, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é a ausência de calor. Todo corpo ou objeto é suscetível de estudo quando possui ou transmite energia, o calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmita energia. O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Nós criamos essa definição para descrever como nos sentimos se não temos calor.

-E, existe a escuridão? Continuou o estudante.
O professor respondeu temendo a continuação do estudante: Existe!

O estudante respondeu:
-Novamente comete um erro, senhor, a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz. A luz pode-se estudar, a escuridão não! Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes de ondas. A escuridão não!

Continuou:
-Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz.
Como pode saber quão escuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço, não é assim?! Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente.

Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
-Senhor, o mal existe?

Certo de que para esta questão o aluno não teria explicação, professor respondeu:
-Claro que sim! Lógico que existe. Como disse desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são do mal!
Com um sorriso no rosto o estudante respondeu:
-O mal não existe, senhor, pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus. Deus não criou o mal. Não é como a fé ou como o amor, que existem como existem o calor e a luz. O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações. É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.

Por volta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenas balançou a cabeça
permanecendo calado… Imediatamente o diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou qual era seu nome?

E ele respondeu:
ALBERT EINSTEIN, senhor!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

A VIDA É BELA! SOLTE AS AMARRAS.

rNossos valores, nossos pensamento são poderosos e devem ser usado á nosso favor. Para enriquecimento do verdadeiro “eu”.
A ambição do ter não pode ser superior a do viver.
Sonhando com um casaco de pele, posso ser feliz com um de lã.
Sonhando em conhecer a torre Eiffel, posso ser feliz olhando bando de pássaros na torre da velha igreja.
As praias do Havaí acredito que sejam belas, mas as ondas, a areia e o mar de uma praia no litoral de qualquer cidade , também possui grande beleza. Se pararmos atentos a observar.
Disney não é mais bela que o sorriso das crianças brincando alegres no parque da pracinha em qualquer cidadezinha
“Existe beleza pairando no ar e os olhos e pensamentos voltados para o ‘vestido de festa exposto na vitrine da loja mais chique do bairro.”

A VIDA É BELA! SOLTE AS AMARRAS. OLHE PELE JANELE.
NÃO HÁ AZUL MAIS BELO, QUE O DO CÉU QUE TE COBRE.
VERDE MAIS LINDO, QUE OS DAS ÁRVORES QUE TE RODEIAM.
CONTO MAIS AFINADO, QUE OS DOS PASSAROS QUE TE CERCAM.
PERFUME MELHOR, DO QUE O QUE VEM TO TEU JARDIM.
CALOR TÃO GOSTOSO, QUE O DO SOL QUE TE AQUECE.
CARICIA MAIS TERNA, QUE A DO VENTO SOBRANDO EM TEUS CABELOS.
AMOR MAIOR, DO QUE DEUS POSSA TE DAR.

DESVENCULHE-SE, SOLTE AS AMARRAS.




segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

LEBERTE-SE! SOLTE AS AMARRAS!

Em certo amanhecer, acordei-me com o soar do sino da capela. Pelo compasso lento e por já se passar das seis horas, constatei que alguém da comunidade havia partido deste mundo.
Mais tarde no portão da escola em que deixara minha filha, encontrei uma amiga que triste lamentava o ocorrido. Disse-me que uma senhora de quarenta e sete anos, dona de casa que era sua vizinha, sofrera um infarto fulminante e que não tinha resistido foi fatal. Em quanto caminhávamos de volta pra casa, ela relatava melancolicamente passagens da vida da vizinha e amiga que havia partido. Falou-me que sua vida tinha sido só de trabalho. Que um dia antes ela tinha feito faxina na casa, lavado roupa o dia todo. Lembrava com lagrimas nos olhos o dia em que ela chamara o marido que conversava no portão para que á ajudasse com os canteiros que preparava para plantar verduras no fundo do quintal, que a recente falecida era tão caprichosa que seus filhos comiam pão no degrau da escada da cozinha para não sujarem o chão, que era de um brilho de causar inveja. Falava orgulhosa da amiga que economizara a vida toda pra fazer a tão sonhada reforma em sua casa, que era excessivamente econômica e raramente saia de casa para se divertir. Coitada! Uma pessoa tão boa! Trabalhou a vida inteira. Os filhos sempre limpinhos, cuidava tanto daquelas crianças que nunca se viram elas brincando na terra.
Até chegar em casa ouvi as historias emocionadas de minha amiga.
Triste historia! Também cheguei em casa pesada depois de tudo que tinha escutado.porem fazia um dia tão lindo que procurei encher meus pensamentos com coisas mais suaves. Pensei. Para a vizinha da minha amiga não há mais tempo para recomeçar, mudar antigos hábitos e atitudes. Mas a quem continua aqui! Que nascemos com uma passagem marcada, o retorno é certo. Felizmente não se sabe data e hora do embarque, que pode ser em breve ou daqui a muitos anos.
Na duvida, melhor aproveitar o dia, o momento, sendo e fazendo feliz quem nos rodeia.
Juntar as louças sujas do jantar na pia, sentar no sofá da sala com a família reunida, contar historia piadas, rir e chorar juntos. Deixar as roupas amontoadas por mais tempo no sexto, e lavar a alma conversando com um amigo verdadeiro. As pegadas sujas no chão limpo da cozinha trazem saudades quando os filhos crescidos agora vivem em outros lares. Sentar na escada da varanda, ao invés de esfregar tanto o chão, contemplar o céu, a terra ou simplesmente sentir o sol, o vento, maravilhar-se com o brilho da lua. Gastar umas moedas, e se lambuzar de algodão doce. Comerem juntos um cachorro quente na barraquinha da esquina, voltar pra casa contando as estrelas. Tirar o avental, buscar um abraço carinhoso. Lavar as mãos sujas e acariciar um filho, o esposo a mãe, o pai, sei lá o importante é sentir a caricia, largar por um instante o escovão, e botar pra fora todo o amor guardado em seu coração.


Há isso não cabe a você! Suas preocupações e ocupações são bem maiores que a de uma simples dona de casa? Até pode ser. Mas você e sua família não são inferiores a nem outra família. Reserve um pouco do seu tempo para ser e fazer felizes as pessoas que ti amam.



LIBERTANDO-SE DO PASSADO

Assustador é o numero de pessoas que vivem em função do passado, fazem do presente uma eterna e fatigante busca por causas e culpados de suas angustias, traumas ou distúrbios na personalidade. Quando muito destes prováveis “culpados” já nem, mas estão aqui para se defenderem ou refazerem a desordem que provocaram.
Sabe-se que muitos sintomas psíquicos são reflexos de situações vividas ou presenciadas na infância e neste território não vou me aprofundar, pois não tenho especialização no assunto. O que faço é relatar situações que atenta testemunho.
Certos transtornos ou variadas forma de comportamento diante de situações da vida, provavelmente tem relação com a infância. Estes problemas deveriam sim ser contornados naquela época. Mas se isso não foi feito no momento adequado, o melhor no momento é tentar desvencilhar-se do passado e buscar solução no hoje para construir um futuro mais feliz. Culpados ou não seus educadores ou influencia negativa do passado devem ser perdoados. Se a sua inteligência proporciona meios para detectar causas e culpados de suas limitações, use essa fenomenal inteligência para construir formas para um viver mais suave e menos dolorido, para si e á quem esta do seu lado e buscam em você um modelo para seguir.
O passado não poderá ser refeito. Do jeito que foi ficara eternamente. E quanto a nós? Somos homens mutantes com ótima facilidade de adaptação, criamos novas situações e transformamos emoções. Relembrar o passado é saudável para aqueles que desde muito cedo buscam um viver acima das influencias negativas de pessoas que ocasionalmente fizeram parte do seu passado essas pessoas certamente relembram sua infância sem temores, pois reciclaram os momentos ruins. Tomaram falhas como exemplos para não serem repetidas.
Há também aqueles que sofrem, pois buscam satisfazer os outros, e esquecem-se da sua própria satisfação. Não escrevem sua própria historia.
Virar a pagina, romper as correntes que os aprisionam no passado, e a partir daí escrever para si uma linda historia, baseada no valor da superação, no perdão e acima de tudo falando de boas e saudáveis emoções.

Se alguém é contaminado por dengue, não se faz necessário conhecer a historia do mosquito, quantos anos tinha se era ou não casado, quantos mosquitinhos ele tinha. Se não houve a prevenção, detalhes do mosquito não vão trazer a cura ao doente. Combater os sintomas da doença é o que se faz necessário. Curar o doente e deixá-lo de pé outra vez é o que mais importa. Buscar o culpado que certamente já tenha sido morto com um tapa de alguém irritado com o seu zunido, não vai recuperar o paciente
O PASSADO FOI UMA ETAPA VIVIDA. MAS O QUE SE VIVE É O PRESENTE , BUSCANDO PARA SI UM FUTURO MELHOR.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

FELICIDADE VINDA DA NATUREZA

Depois “de uma paixão tão grande assim com lemos acim no poema ‘AMOR A PRIMEIRA VISTA”. Ficamos mais fortes e melhores. A vida vista com olhos de poeta toma novo sentido.Precisamos de tão pouco para sermos feliz, é só abservarmos em nossa volta e buscarmos poesia nas pequenas coisas.
Em certa etapa de minha vida , fatigada pela rotina fiquei buscando formas de alcançar a felicidade.comprei ruopas nova, troquei a cor do cabelo.mas nada me davo aquela sensação que eu buscava.desanimada das tentativas, certo dia á noite depois de acomodar todos nos quartos. Tomei um banho demorado e como o sono não vinha abri a janela que dava por fundos da casa, fui com a intenção de ver com tava o tempo la fora, e nesse momento qius que o mundo parace. A tão esperada sensação agora era real. Uma brisa gelada que vina do sul sobrava suave balançando as folhas molhadas do orvalho da noite, com a claridade da lua ganhava um to  prateado.aquela suave brisa acariciava mansamente meu rosto e deixava no ar  o perfume do sabonete usado no banho.sem que eu tenha feito o mínimo esforço um sorriso apareceu em mei rosto.permaneci ali não sei por quanto tempo.porem até hoje quandofecho os olhos ainda posso sentir aquela mágica sensação de felicidade.
Foi nesta noite que descobri que felizes s~so aqueles que observam na simplicidade o calor das grandes emoções.
E a janela que me abriu os olhos, e mostrou-me novos valores passou a ser o meu portal de  inspiração(citado também na poesia acima O PRORTAL)


OBRA PRIMA.

Ver com olhos de poeta não significa dizer que seu olhar foca uma realidade fantasiosa. Significa dizer que suas visões reais são descritas com emoção, porque vê de forma apaixonada. Não comenta ou descreve por simples prazer no contemplar ou discordar, absorve a essência de tudo que o envolve. Voa com os pés no chão.
O poeta, filósofo ou pensador, são reais, sua idéia condiz com a realidade em que vive. Buscam formas amorosas de demonstrarem, sentimentos, injustiças ou incoerência. Amantes da reflexão analisam causa e efeito. Depois é só dar assas a imaginação. Sofrem com a violência a natureza. Não busca nela riqueza nem poder para governá-la, buscam nela a inspiração. Sofrem com as agressões. E poeticamente descrevem sua opinião.

OBRA PRIMA.

Tal qual uma grande tela, pintada com sabedoria subumana, com traços mágicos e inexplicáveis aos olhos dos mortais. O mundo é nos representado.
Seu criador ofereceu-nos essa magnífica obra prima.
A incoerência humana fez com que, criatura buscasse superar o criador.
Com pincéis e tintas, na busca incessante pela superioridade. Rabiscaram a tela. Não ficou mais bela!
Aos poucos os traços mágicos são transformados em buracos negros.
A mais bela das obras esta se desgastando, desfigurando-se.
Só seu criador poderá restaurá-la? Ou vamos tentar consertá-la até seu extermínio? Abandonamos a obra? Ou buscamos formas de retirarmos os traços que há esta desfigurado.



SAIA DO MARASMO! SEJA FORA DE SÉRIE.

Saia do marasmo. Surpreender as pessoas é uma forma muito saudável de viver. Ser ou não ser autêntico, faz grande diferença.
Quando os dias estiverem muito chatos, sem muito entusiasmo. É hora de surpreender, gaste seu tempo buscando formas de fazer algo diferente, que transforme o seu dia, ou o de alguém ou de alguns, em um dia inesquecível
Pegue uma flor do vaso ou colha num jardim e ofereça a alguém que você nunca viu antes, diga uma frase de carinho ou estimulo.
Prepare um lanche e entregue a alguém que esteja na rua com fome.
Cumprimente as pessoas de forma autentica. De elogios, escreva uma carta ou telefone transmitindo mensagens de otimismo de esperança, presentei, não precisa ser um objeto de grande valor, mas presentei sem que haja uma data especial. Se jogue na piscina com roupa e tudo, tire sapatos e ande descalço saia na chuva. Tenha atitudes desprogramadas não importa onde você estiver, em casa, na escola, no trabalho. O importante é driblar a rotina.
Olha vou contar uma coisa. Posso dizer sem receio porque se algum dia eu publicar meus rabiscos quem vai ler serão só os parentes ou amigos. No Maximo alguém que tenha sido premiado em algum sorteio maluco por ai.
Sabe. Sempre fui chamada de figurasa, que na minha terra significa: uma pessoa diferente meio maluca! Não sei ao certo, mas é por ai.
Quando estou alegre ou com vontade canto!!Na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapé. No bairro onde moro os vizinhos já estão acostumados, tem até quem se divirta.
Mas em dezembro eu e minha filha fomos fazer compras de natal em uma cidade vizinha nossa.
Aquele clima alegre de vésperas de natal me deu tamanha felicidade, que só percebi que estava cantarolando alto quando minha filha bateu-me no braço e disse: mãe! Menos. Tu não estás em casa. Parei de cantar, mas fiz pior cai na gargalhada. E daí! O importante é ser feliz. Quantos queriam fazer o mesmo que eu. Só não fazem porque a sociedade ditou: comporte-se diante dos outros, ande ereto, não fale com estranhos, não chame a atenção! Resumindo represente também nas ruas.
Fala sério é tudo tão representativo no mundo, na sociedade. Às vezes acho que somos nós os verdadeiros monstros da tramaturgia, melhores até que grandes nomes no ato de representar.
Representa-se o tempo todo, tem postura pra aniversario de quinze anos, de primeiro aninho, casamento, até velório, tem hora de chorar, gritar mesmo, hora que só as lagrimas escorrem no rosto. Acho que é tanta disciplina desnecessária, que nos impede de mostrarmos o nosso verdadeiro “eu”.
Existe varias formas de viver duas delas são: Seguem-se todos juntos, iguais patinhos rumo à lagoa. Ou inova-se, fazendo o que as emoções mandarem.
Independente da religião que se siga. Igreja é sempre um lugar de reflexão de aprendizado espiritual, mas até lá tem momento pra tudo. Levantam-se todos no mesmo instante, ajoelham-se. Tem hora de fechar os olhos, até o momento que todos riem da piadinha sem graça do orador.
Poucos fazem a diferença, e quando os fazem tem sempre dezenas de pares de olhos com ar de reprovação.
Viva! Seja autêntico, siga seu coração, um coração puro regido pelo amor. Se não tem. Crie! Nunca é tarde para recomeçar, sejamos fieis a nossos princípios. Mas que estes sejam de liberdade de expressão, não de afrontas as leis estabelecidas, desta forma será confronto e isso não significa ser autentico na liberdade dos que amam.
Quem ama é fora de série, sabe que o ser supremo nos criou para sermos exclusivos, não explosivos, um rebelde sem causa.
Tem umas palavras que escrevi há tempos atrás, que se encaixam nestes comentários. E para mim será um prazer transmiti-las. Se desejar continuar a leitura boa reflexão.

FORA DE SÉRIE.
Fora de série, uma expressão que a muitos soa ou lhe é revelado como censura.
Somos fora de série e isso é uma dádiva.
Somos únicos. Autênticos. Fomos criados com absoluta exclusividade.
Para muito isto nem sempre é intuito de satisfação, abdicam de sua restrituidade para tornarem-se genéricos de outros. Para seguirem ditaduras sociais, negão suas formas, seus gestos, seu estilo próprio. Representam ser aquilo que a sociedade espera que sejam tornando-se falsas imitações.
Ser ou não ser autêntico depende de cada um. Quem faz proveito deste diferencial certamente será mais bem resolvido, físico e mentalmente.
             SEJA QUEM QUER QUE SEJA.
                        MAIS SEJA “FORA DE SÉRIE”